Posts

, ,

Climatério

Felizmente a medicina oferece hoje recursos para evitar vários desconfortos para a mulher, especialmente aqueles relacionados à fase de climatério.

Envelhecer com saúde é o que todos queremos. Principalmente nós, mulheres, que além de não envelhecer, desejamos nos sentir cada vez mais ativas, femininas e atraentes.

A reposição hormonal, por exemplo, se bem indicada pode hoje ajudá-la a vencer uma série de sintomas desagradáveis e melhorar sua qualidade de vida. Sabemos, porém, que a reposição não pode ser indicada para todas.

climatério

O que fazer então?

A prevenção é o melhor remédio e deve ser iniciada o quanto antes.

O estilo de vida que temos, em especial na fase dos 30 aos 40 anos, determinará uma entrada saudável na terceira idade. Como o nosso metabolismo vai ficando mais lento com o passar dos anos, é necessário  que, além de uma alimentação equilibrada – pobre em gorduras e carboidratos -, criemos o hábito de uma atividade física regular. Esse, por sinal, é o fator que, após os 50 anos, será responsável pela manutenção do peso: se aos 50 anos ingerimos a mesma quantidade de calorias que consumíamos aos 20 ou 30 anos, teremos certamente um peso corporal 10 a 15% maior. Isso sinifica que precisamos queimar mais calorias para manter o mesmo peso.

Todos os exercícios aeróbicos de baixo impacto, por exemplo caminhar, nadar ou andar de bicleta, estão indicados. A musculação e a ginástica localizada ajudam a manter o tônus e a força muscular, fundamentais para uma boa disposição física.

Os sintomas desagradáveis da menopausa, como os calores e a secura vaginal, entre outros, são causados pelos baixos níveis de estrogênio no sangue. E a alimentação e os exercícios são importantes também na prevenção da osteoporose (diminuição na desnsidade dos ossos).

Faça uma dieta rica em cálcio (presente no leite e seus derivados, em todas as folhas verdes, na água-de-coco, no figo seco e nos frutos do mar) e pobre em substâncias “roubadoras de ossos” , como cafeína, alimentos ácidos, sal e álcool. Evite também o fumo– prevenir é o melhor remédio. Inicie o quanto antes a mudança de seus hábitos de vida, pois tudo acaba se incorporando a nossa rotina, e quanto antes começamos mais fácil será.

, ,

Menopausa precoce: veja principais sintomas e causas

Falência dos ovários pode acontecer mais cedo do que o habitual.

Irregularidade menstrual, ondas de calor, diminuição da libido, secura vaginal, alterações de humor e infertilidade são alguns sintomas conhecidos da menopausa. Mas, quando esses mesmos sinais acontecem antes dos 45 anos de idade, pode ser indício de um quadro chamado de menopausa precoce, um problema para mulheres que ainda pretendem engravidar. Para esta recomenda-se a fertilização in vitro com óvulos doados, procedimento legal e com excelentes resultados.
Algumas mulheres só passam a se preocupar com isso quando param de tomar anticoncepcional e tentam engravidar, porém, o uso deste contraceptivo pode mascarar o problema.
Podemos listar entre as principais causas do problema: doenças autoimunes, como tireoidite de Hashimoto, tabagismo, remoção cirúrgica ovariana (em casos de canceres do sistema reprodutor feminino), tratamento contra o câncer a base de quimioterapia ou radioterapia, defeitos de cromossomos (síndrome de Turner e síndrome do cromossomo X frágil) e pacientes que têm contato recorrente com pesticidas.

O tratamento deve ser individualizado em cada paciente, avaliando sempre os fatores de risco da reposição hormonal. Em caso de aparecimento dos sintomas citados, procure seu ginecologista.

Para as mulheres que pretendem engravidar, se os exames mostrarem que ainda existem óvulos, há a possibilidade de induzir a ovulação com medicamentos. Caso a paciente não pretenda ter um filho naquele momento, uma solução é o congelamento de óvulos.