Posts

, ,

Poluição e Infertilidade

Homens expostos à poluição do ar correm o risco de ter espermatozóides menores e de formato anormal, o que pode resultar em infertilidade conjugal.

Uma análise de mais de 6.400 homens taiwaneses com idades entre 15 e 49 anos de 2001-2014 encontrou uma forte associação sólida entre um declínio no esperma “normal” e a exposição às partículas PM2.5 (com menos de 2,5 micrômetros de diâmetro), presentes na poluição atmosférica.

A associação foi observada para a exposição de curto prazo, de três meses, e para a exposição de longo prazo, de dois anos, de acordo com os resultados do estudo, publicado na revista médica Occupational & Environmental Medicine.

A equipe de pesquisa disse que cada aumento de cinco microgramas por metro cúbico de ar (5mcg/m3) nos níveis de PM 2,5 no período médio de dois anos foi associado a uma queda significativa na morfologia normal dos espermatozóides.

poluição

Power Station – United Kingdom

A exposição à poluição foi medida no endereço residencial de cada participante usando dados de satélite da Nasa.