,

Grávida com mais de 45 anos? É possível, mesmo na menopausa

Só de ver essa ampulheta você sente angústia porque tem certeza de que é impossível engravidar com mais de 45 anos? Pois pode ir se acalmando. Eu mesma já tive pesadelos ao imaginar que nunca poderia engravidar se entrasse em menopausa precoce, como já contei aqui. Mas, acredite se puder, NEM A MENOPAUSA te impede de engravidar.

Para entender o assunto, eu fui pesquisar na internet um caso que me chamou muito a atenção alguns anos atrás: a gravidez da atriz Solange Couto, aos 54 (sim, cinquenta e quatro!) anos. E acabei me deparando com uma entrevista da doutora Silvana Chedid, ginecologista especialista em reprodução humana e diretora da Clínica Chedid Grieco de Medicina Reprodutiva.

Claro, quis descobrir a real com ela. Confira aqui alguns trechos de nossa entrevista exclusiva:

 

Cadê Meu Neném?: Os óvulos realmente estão acabando quando batemos na porta dos 40, 45 anos?

Silvana Chedid: A idade não é o único fator para se avaliar a reserva ovariana. Mulheres jovens, mas fumantes ou obesas, por exemplo, podem ter reserva pior que uma mulher de 40 anos. Existem vários fatores a analisar.

 

CMN: Quem tem poucos óvulos tem, necessariamente, óvulos ruins?

Silvana: Não. A quantidade e a qualidade são duas coisas diferentes. A reserva ovariana fala da quantidade de óvulos: a mulher vai ovular até esse estoque esgotar e depois entra na menopausa. Mas é verdade que a qualidade também tem uma queda exponencial com o passar do tempo.

 

CMN: Com quantos anos, mais especificamente?

Silvana: A qualidade começa a piorar a partir dos 28, 30 anos, mas isso se acentua a partir dos 35. Depois dos 40 anos, as chances de engravidar são mais baixas – tanto naturalmente quanto após um tratamento –, mas não são nulas.

 

CMN: Se a mulher engravida naturalmente após os 40 anos, precisa se preocupar com uma gestação de risco?

Silvana: Não necessariamente. Existe uma janela, entre 40 e 44 anos, de gestações de sucesso. Se a mulher tem um peso normal, não é hipertensa nem diabética e pratica atividades físicas, o fato de ter mais de 40 não significa que vai ser uma gravidez de risco. É mais uma questão de estilo de vida que de idade.

 

CMN: Como foi o caso da Solange Couto, grávida aos 54 anos?

Silvana: O caso dela foi fertilização in vitro com ovodoação, ou seja, doação de óvulos. Seria mesmo o único caminho possível. A menos que ela tivesse congelado seus óvulos quando fosse mais jovem, por volta dos 30 anos.

 

CMN: Nesse caso, mesmo que a mulher esteja na menopausa ou tenha mais de 45 anos ela pode engravidar, então?

Silvana: Exatamente. Já recomendamos o uso de óvulos doados a partir dos 43 anos. Aí, depois que o embrião tenha sido implantado com sucesso e se desenvolvido, a gestação costuma ser normal – a menopausa não faz nenhuma diferença nesse caso.

***Ficou curiosa para saber sobre congelamento e doação de óvulos? Na semana que vem vamos publicar a segunda parte da entrevista com a doutora Silvana e explicar direitinho o passo a passo para você seguir por estes caminhos e, sim, ficar grávida! Está imperdível.